Os emocionantes vídeos de crianças que não têm cabelo experimentando próteses pela primeira vez

Conheça as iniciativas que têm como missão devolver a autoestima e ajudar crianças e adolescentes a recuperar a confiança. Os emocionantes vídeos de crianças sem cabelo experimentando próteses pela primeira vez Os vídeos de uma jovem testando próteses de cabelos em meninas (e as reações delas) estão viralizando no TikTok. São imagens de crianças e adolescentes felizes ao verem uma nova versão de si no espelho. Elas não têm cabelo por motivos diversos, como questões de saúde ou acidentes, por exemplo. A australiana Holly é quem aparece na maioria dos vídeos, gravados em Adelaide, na Austrália. Ela não tem cabelo desde os 6 anos por conta de uma doença autoimune chamada Alopecia Universalis e recebe as crianças e jovens para uma experiência no salão onde trabalha. Elas experimentam cabelos de tamanhos, cores e formatos diferentes até encontrarem o seu preferido. Esse conteúdo faz parte de uma iniciativa iniciada e financiada por Kimberly Di Benedetto, fundadora e CEO da Lusta Hair. Kimberly foi diagnosticada com Alopecia Androgênica aos 19 anos. Ela perdeu parcialmente o cabelo e diz que, com esse trabalho, pretende quebrar o estigma da queda de cabelo feminina. ????‍????O que elas fazem Tabitha e Aisha fazem parte do Projeto Lusta Infantil para crianças com queda de cabelo Reprodução O projeto Lusta Children's faz entregas dos cabelos no mundo todo, com frete grátis. As duas australianas dizem que tem como missão devolver a autoestima e ajudar crianças e adolescentes a recuperarem a confiança. "Quando criança, usei muitas perucas. Mas nenhuma que usei foi feita para pessoas como eu, sem cabelo. Eles coçavam, eram desconfortáveis ​​e não pareciam muito realistas", conta Holly. Ela segue: "Depois de anos e anos escondida nas sombras, finalmente sinto que estou aprendendo quem sou eu de verdade. E devo muito disso às perucas que desenhamos na Lusta". O programa recebe doações em dinheiro para um fundo. Através do projeto, as beneficiárias podem também receber seus novos cabelos totalmente financiados no valor de até 5 mil dólares australianos. Basta preencher um formulário de candidatura e aguardar ser selecionada. ????????‍♂️Projeto de prótese capilar que ajuda meninos no Brasil Aqui no Brasil, em São José dos Campos, os vídeos feitos pelo Francisco Oliveira, também viralizaram. Ele é barbeiro desde 2016 e em 2018 começou a trabalhar em uma barbearia que aplicava próteses capilares em homens com calvície e outros problemas. Com a divulgação da técnica nas redes sociais, as publicações começaram a alcançar o Brasil e chegaram até no exterior. Com a popularidade na web, seguidores começaram a enviar para Francisco vídeos da história do João, que teve parte do corpo queimado em um incêndio acidental aos dois anos. O sonho dele era voltar a ter cabelo. O barbeiro se sensibilizou com a história e ajudou o menino. O vídeo já conta com milhares de visualizações. Infelizmente, a pele de João não se adaptou à prótese. Mas o projeto leva o nome dele por conta desta história. João antes e depois de receber a prótese capilar Francisco Oliveira A partir daí, Francisco começou a receber contato de muitas mães que tinham filhos com histórias parecidas com a de João. Até o momento, 28 crianças foram atendidas no Projeto João Taboão. Ainda há uma fila de espera com 20 nomes, entre crianças e adolescentes. “O meu objetivo é atender e fazer com que essas crianças, através do meu serviço, consigam recuperar um pouco da sua autoestima”, diz Francisco. O projeto tomou uma proporção muito grande e ele diz que está muito feliz por isso. “É uma missão que eu trouxe pra mim. Pessoas acreditaram em mim e eu tenho esse dever hoje com o meu público. E o projeto pode crescer ainda mais”, afirma. ➡️ Como funcionam as próteses capilares Francisco e alguns dos casos que já atendeu Reprodução / TikTok Ao g1, Francisco explicou que a prótese é colada com uma fita dupla face comum na parte de dentro, que é de silicone de espessura bem fina. Depois de colada, ele faz um corte no cabelo, que garante um resultado mais natural ainda no processo. É preciso fazer manutenção a cada 15 dias. O barbeiro conta com uma vaquinha online, que ajuda na compra das próteses e, dependendo da situação, até no deslocamento das famílias. Francisco explica que cada caso é um caso, que não existe uma regra e sempre há uma negociação. Ele também ajuda a financiar a compra de próteses com o próprio dinheiro. “O pessoal acredita no meu coração e eu faço isso de coração e assim está indo”, diz. LEIA TAMBÉM: Queda de cabelo, calvície e alopecia: veja o que funciona e o que não funciona Calvície: finasterida e minoxidil funcionam bem, mas não fazem crescer de volta todo seu cabelo Queda capilar: entenda as causas mais comuns e os tratamentos indicados Alopecia: ‘Decidi que não podia mais esconder quem eu era de verdade’ Queda de cabelo: o que é mito e o que é verdade?

Os emocionantes vídeos de crianças que não têm cabelo experimentando próteses pela primeira vez
AMAZON MUSIC FREE
AMAZON MUSIC FREE
AMAZON MUSIC FREE

Conheça as iniciativas que têm como missão devolver a autoestima e ajudar crianças e adolescentes a recuperar a confiança. Os emocionantes vídeos de crianças sem cabelo experimentando próteses pela primeira vez Os vídeos de uma jovem testando próteses de cabelos em meninas (e as reações delas) estão viralizando no TikTok. São imagens de crianças e adolescentes felizes ao verem uma nova versão de si no espelho. Elas não têm cabelo por motivos diversos, como questões de saúde ou acidentes, por exemplo. A australiana Holly é quem aparece na maioria dos vídeos, gravados em Adelaide, na Austrália. Ela não tem cabelo desde os 6 anos por conta de uma doença autoimune chamada Alopecia Universalis e recebe as crianças e jovens para uma experiência no salão onde trabalha. Elas experimentam cabelos de tamanhos, cores e formatos diferentes até encontrarem o seu preferido. Esse conteúdo faz parte de uma iniciativa iniciada e financiada por Kimberly Di Benedetto, fundadora e CEO da Lusta Hair. Kimberly foi diagnosticada com Alopecia Androgênica aos 19 anos. Ela perdeu parcialmente o cabelo e diz que, com esse trabalho, pretende quebrar o estigma da queda de cabelo feminina. ????‍????O que elas fazem Tabitha e Aisha fazem parte do Projeto Lusta Infantil para crianças com queda de cabelo Reprodução O projeto Lusta Children's faz entregas dos cabelos no mundo todo, com frete grátis. As duas australianas dizem que tem como missão devolver a autoestima e ajudar crianças e adolescentes a recuperarem a confiança. "Quando criança, usei muitas perucas. Mas nenhuma que usei foi feita para pessoas como eu, sem cabelo. Eles coçavam, eram desconfortáveis ​​e não pareciam muito realistas", conta Holly. Ela segue: "Depois de anos e anos escondida nas sombras, finalmente sinto que estou aprendendo quem sou eu de verdade. E devo muito disso às perucas que desenhamos na Lusta". O programa recebe doações em dinheiro para um fundo. Através do projeto, as beneficiárias podem também receber seus novos cabelos totalmente financiados no valor de até 5 mil dólares australianos. Basta preencher um formulário de candidatura e aguardar ser selecionada. ????????‍♂️Projeto de prótese capilar que ajuda meninos no Brasil Aqui no Brasil, em São José dos Campos, os vídeos feitos pelo Francisco Oliveira, também viralizaram. Ele é barbeiro desde 2016 e em 2018 começou a trabalhar em uma barbearia que aplicava próteses capilares em homens com calvície e outros problemas. Com a divulgação da técnica nas redes sociais, as publicações começaram a alcançar o Brasil e chegaram até no exterior. Com a popularidade na web, seguidores começaram a enviar para Francisco vídeos da história do João, que teve parte do corpo queimado em um incêndio acidental aos dois anos. O sonho dele era voltar a ter cabelo. O barbeiro se sensibilizou com a história e ajudou o menino. O vídeo já conta com milhares de visualizações. Infelizmente, a pele de João não se adaptou à prótese. Mas o projeto leva o nome dele por conta desta história. João antes e depois de receber a prótese capilar Francisco Oliveira A partir daí, Francisco começou a receber contato de muitas mães que tinham filhos com histórias parecidas com a de João. Até o momento, 28 crianças foram atendidas no Projeto João Taboão. Ainda há uma fila de espera com 20 nomes, entre crianças e adolescentes. “O meu objetivo é atender e fazer com que essas crianças, através do meu serviço, consigam recuperar um pouco da sua autoestima”, diz Francisco. O projeto tomou uma proporção muito grande e ele diz que está muito feliz por isso. “É uma missão que eu trouxe pra mim. Pessoas acreditaram em mim e eu tenho esse dever hoje com o meu público. E o projeto pode crescer ainda mais”, afirma. ➡️ Como funcionam as próteses capilares Francisco e alguns dos casos que já atendeu Reprodução / TikTok Ao g1, Francisco explicou que a prótese é colada com uma fita dupla face comum na parte de dentro, que é de silicone de espessura bem fina. Depois de colada, ele faz um corte no cabelo, que garante um resultado mais natural ainda no processo. É preciso fazer manutenção a cada 15 dias. O barbeiro conta com uma vaquinha online, que ajuda na compra das próteses e, dependendo da situação, até no deslocamento das famílias. Francisco explica que cada caso é um caso, que não existe uma regra e sempre há uma negociação. Ele também ajuda a financiar a compra de próteses com o próprio dinheiro. “O pessoal acredita no meu coração e eu faço isso de coração e assim está indo”, diz. LEIA TAMBÉM: Queda de cabelo, calvície e alopecia: veja o que funciona e o que não funciona Calvície: finasterida e minoxidil funcionam bem, mas não fazem crescer de volta todo seu cabelo Queda capilar: entenda as causas mais comuns e os tratamentos indicados Alopecia: ‘Decidi que não podia mais esconder quem eu era de verdade’ Queda de cabelo: o que é mito e o que é verdade?