Tecnologias emergentes: quais as perspectivas para 2023 ... - R7

Tecnologias emergentes: quais as perspectivas para 2023 ...  R7

Tecnologias emergentes: quais as perspectivas para 2023 ... - R7

Folha Vitória por Folha Vitória

IA (Inteligência Artificial), DataOps, IoT (Internet das Coisas), blockchain, EC (Edge Computing), Big Data e RA (Realidade Aumentada). Os termos, que já fazem parte do vocabulário corporativo, são apenas algumas das chamadas tecnologias emergentes que, embora ainda não sejam utilizadas pela maior parte dos cidadãos comuns, são reconhecidas como tendo as qualificações necessárias para revolucionar todo o mercado.

Segundo uma pesquisa do Harvard Business Review Analytic Services e NTT DATA, esse futuro não está assim tão longe 90% das empresas da América Latina querem ampliar os seus investimentos em tecnologias emergentes ao longo de 2023. O estudo “Impulsionar a adoção de tecnologias emergentes na América Latina” mostra que 87% dos entrevistados já têm obtido resultados positivos com essas inovações nos últimos dois anos.

Além disso, para 88% dos participantes, as vantagens conquistadas pelas tecnologias emergentes legitimam os valores investidos, já que contribuem para a reputação da marca, para o aumento do faturamento e para a retenção de clientes, como mostra uma publicação do site Olhar Digital. A pesquisa entrevistou 316 executivos do Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru em 2022.

Felipe Maia, cofundador da Lean Solutions empresa que oferece treinamentos corporativos e transformação digital , destaca que o investimento nas tecnologias consideradas emergentes é um dos focos do modelo enxuto.

“Com o acesso ao crédito mais caro e um mercado de venture capital menos aquecido, as empresas estarão focadas em se tornar mais eficientes nos seus processos. Sistemas para automação de tarefas repetitivas e desenvolvimento de estratégias baseada em dados passarão a ser determinantes em uma economia mais competitiva”, articula.

“Assim, as empresas irão desenvolver soluções caseiras para resolver esses problemas ou teremos a expansão do mercado de SaaS (Software as a Service, na sigla em inglês) corporativos”, complementa.

Na visão de Maia, embora os empreendimentos estejam dispostos a investir em tecnologias disruptivas, o processo de transformação digital ainda depende de outros três pilares, sendo eles “pessoas”, processos e cultura . 

Ele explica que de nada adiantará uma tecnologia mais disruptiva ou emergente se a tríade de elementos que dão sustentação à tecnologia não estiver bem estruturada “As empresas vão precisar investir na qualificação dos seus colaboradores para que estes sejam capazes de desenvolver as soluções internamente e levar ao processo de desenvolvimento das tecnologias adequadas à realidade do seu mercado”.

Maia chama a atenção para o fato de que muitas empresas destacam a automação de processos e atividades unindo máquinas e pessoas, como mostra a pesquisa do Harvard Business Review Analytic Services e NTT DATA.

“Embora essas soluções pareçam complexas, existem sistemas que ajudam a desenvolver atividades sem precisar de altos investimentos”, afirma. “As suítes da Microsoft (Microsoft 365) e do Google (Google Workstation) possuem ferramentas que permitem automações com estruturas no code ou low code (“sem código” e “pouco código”, em tradução livre)”.

O cofundador da Lean Solutions afirma que, para entender e integrar dados, é necessário desenvolver uma boa arquitetura de rede e da informação antes de pensar em inteligências artificiais e modelos de machine learning. Assim, os dados coletados serão confiáveis e as pessoas poderão evoluir a sua capacidade analítica à medida em que os sistemas forem se tornando mais complexos.

“Muitos querem a mais nova tecnologia ou o método mais moderno, mas muitos problemas ainda são resolvidos com a boa estruturação dos fundamentos e das bases”, ressalta Maia.

Para mais informações, basta acessar https www.leansolutions.com.br



Google News

Tecnologias emergentes: quais as perspectivas para 2023 ... - R7

FMI eleva previsão de crescimento da economia brasileira para 2022 - R7

FMI vê melhora de crescimento do PIB do Brasil em 2022 e piora em 2023 - R7

Exposições em São Paulo exploram a união de arte e esporte - Folha Vitória

Entenda como a nova alta de juros nos Estados Unidos afeta o Brasil - R7

Sete em cada dez empresas já entraram no processo de digitalização - R7

Tensão eleitoral leva dólar acima de R$ 5,30, maior alta em 6 meses - R7

Mercado de beleza e estética gera oportunidades para empreendedoras - Folha Vitória

Alta dos juros nos EUA vai ameaçar crescimento econômico do Brasil - R7

Efeitos das altas de juros devem ser sentidos no 2º semestre, diz diretor do BC - R7

Banco central dos EUA prevê mais altas nos juros para frear inflação - R7

Dólar cai 13% no ano; entenda por que a moeda está em queda mesmo com guerra na Europa - R7